Será que as pessoas que estavam escondidas foram traídas?

A descoberta das pessoas que estavam escondidas

Boekenkast
A estante móvel Por trás desta estante (móvel) está a entrada para o Anexo Secreto (Fotografia: Maria Austria, 1954).
  • Imprimir

As oito pessoas que estavam escondidas e dois dos seus ajudantes foram presos numa rusga policial a 4 de agosto de 1944. O que levou a que a rusga tivesse acontecido nunca ficou esclarecido. Esta é uma questão para a qual muitas pessoas têm procurado respostas. Sempre houve fortes suspeitas de traição. Uma primeira investigação foi levada a cabo em 1948, mas em 1963, com base em nova informação, houve mais uma nova tentativa para descobrir o que de fato aconteceu. Ainda assim o mistério continuou por resolver. Investigações feitas pela Anne Frank House mostraram que há outras possíveis explicações para além da de traição.

  

A detenção tem sido re-investigada com base em fontes de informação já existentes como noutras novas. Textos do diário de Anne de março de 1944 conduziram a documentos policiais e legais de várias partes da Holanda.

Estes documentos mostram que algo mais se passava no edifício para além da ocultação de judeus: dois representantes de vendas da empresa Gies & Co. foram presos em 1944 por negociarem senhas de racionamento. Entre outras coisas, as senhas serviam para ajudar aqueles que estavam escondidos no anexo secreto.

Anne Frank escreveu sobre isto no seu diário em 1944: “As pessoas que nos fornecem as senhas de alimentação foram presas, por isso não (...) temos senhas”. No entanto, não se sabe se aqueles representantes de vendas tinham conhecimento de que havia pessoas escondidas no edifício.

As detenções chamaram a atenção de uma unidade nacional de investigação criminal que era supervisionada pelo Sicherheitsdienst, o “serviço de segurança” Nazi, sendo esta a razão pela qual os detectives se deslocaram a Prinsengracht 263no dia4 de agosto de 1944. As pessoas que estavam escondidas podem, por isso, ter sido descobertas por coincidência.

Nova perspectiva

Investigações conduzidas pela Anne Frank House contribuiram para uma nova perspetiva sobre a detenção de Anne Frank. 

Investigação sobre suspeitas e especulações

Nunca ficou esclarecido se as pessoas que estavam escondidas foram traídas, e por quem. Terá algum dos trabalhadores do armazém ouvido alguma coisa? Terá alguém suspeitado que uma grande quantidade de coisas tenha sido trazida e entregue? Terão os vizinhos notado que havia gente escondida no edifício? Ou a verdade era outra muito diferente?

 Mais

Exemplo de uma carta de traição

A primeira investigação.

Posteriormente à guerra, Kleiman e os outros ajudantes são constantemente confrontados com a questão de quem foi o traidor. Imediatamente após a guerra, Kleiman escreve uma carta à Politieke Opsporings Dienst [POD] (o antigo equivalente ao FBI holandês). A POD é responsável por encontrar as pessoas que colaboraram com a ocupante Alemanha.Mais

Nova investigação

A nova investigação foi impulsionada pela perseguição de Karl Silberbauer, o sargento da SS que levou a cabo as detenções. A investigação de 1963 avançou muito mais do que a de 1948. Mais uma vez ela apontou para Willem van Maaren.Mais

Outros suspeitos

Em 1998, Melissa Müller, na sua obra sobre a biografia de Anne Frank, sugeriu que uma mulher chamada Lena Hartog-Van Bladeren pode ter sido a responsável pela traição. Dois anos depois Carol Anne Lee apresentou uma nova teoria na sua biografia de Otto Frank. Ela acreditava que Tonny Ahlers era o culpado. Posteriormente ainda mais suspeitos foram sendo sugeridos.

 Mais

Boek van Melissa Mueller

Investigação do NIOD

Em 2003 o Instituto Holandês para a Documentação de Guerra (NIOD), investigou teorias relativas a Lena Hartog-Van Bladeren e Tonny Ahlers. Ambas as teorias foram cuidadosamente tidas em conta mas concluiu-se não terem suficiente peso.

 Mais

A prisão O esconderijo é descoberto

Os escondidos e dois dos ajudantes homens são presos.

Mais...

Deportados para os campos Primero para Westerbork, depois para Auschwitz.

"Claro que todos nós tivémos que trabalhar no campo, mas à noite estávamos livres e podiamos estar juntos...

Mais...

O destino dos escondidos no Anexo Secreto Otto Frank é o único sobrevivente

Os homens são postos numa parte do campo, as mulheres noutra.

Mais...
Boekenkast

A descoberta das pessoas que estavam escondidas Será que as pessoas que estavam escondidas foram traídas?

As oito pessoas que estavam escondidas e dois dos seus ajudantes foram presos numa rusga policial a 4 de agosto de 1944...

Mais...