Uma peça e um filme são feitos sobre o diário de Anne Frank.

Uma peça e em filme

Toneelstuk
A peça Com Joseph Schilkrant interpretando Otto e Susan Strasberg como Anne.
  • Imprimir

Contudo, o livro primeiro adquire grande popularidade depois é adaptado ao teatro.

Showcase Anne en haar dagboek

Anne e seu diário

Descobrir a história por trás do diário de Anne Frank.

Visite o site
Museale Collectie Anne Frank

"This play is a part of my life"

An exhibition about the play and the film 'The Diary of Anne Frank'. In the Anne Frank House until 15 April 2014.

More

Peça

Depois de uma primeira adaptação para o teatro de Meyer Levin rejeitada por Otto, o casal Hackett-Goodrich trabalha na peça desde 1953. A peça difere do livro de várias formas. Contudo, Otto Frank acredita que a essência do diário foi preservada e concorda com a encenação da peça. A estreia é no Cort Theater, em Nova Iorque a 5 de outubro de 1955. Para a estreia da peça em Nova Iorque, Otto escreve uma carta para todos os envolvidos na produção. Nesta carta, ele explica o porquê de ser impossível para ele estar presente.

AFS_A_OFrank_III_001.005.jpgEsta peça é uma parte da minha vida e a ideia de a minha mulher e filhas assim como eu sermos apresentados em palco é dolorosa para mim. Deste modo é impossível 

Otto Frank

Muitos prémios

O público e os criticos que vêem a peça estão muito entusiasmados em relação à peça. O Diário de Anne Frank ganha prémios de prestígio incluindo o 'Pulitzer for Theater', 'Tony Award' e 'New York Critic's Circle Award for Best Play'. Este enorme sucesso conduz também à encenação noutros países. A estreia na Holanda acontece em 27 de novembro de 1956, na presença da rainha Juliana e do princípe Bernhard da Holanda. A peça tem um grande impacto na Alemanha. Mais de dois milhões de pessoas vêm assistir à produção. A peça é de tal forma comovente ali, que quando as cortinas baixam há um prolongado período de silêncio.

'Cena perfeita'

O jornalista Max Tak escreve sobre a peça: 'Não há nada melhor que uma peça perfeita e raramente alguém tem oportunidade de presenciar isso. Com O Diário de Anne Frank... estes artistas americanos criaram esta oportunidade excepcional. Nunca antes senti, com tal intensidade, a medida em que a arte depende da vida, como senti durante esta atuação.'

Filmagem

É feita uma adaptação da peça ao cinema em Hollywood pelo diretor George Stevens em 1958. A atriz americana Shelley Winters desempenha o papel de Mrs. Van Pels. Nas suas memórias ela pronuncia-se acerca do filme. O filme O Diário de Anne Frank estreia a 18 de março de 1959. Apesar de não ser um sucesso de bilheteira, ainda assim ganha três Óscares, inclusivamente um para Shelley Winters de "Melhor atriz secundária". A estreia do filme na Holanda acontece em abril de 1959. Tal como estiveram na estreia da peça, os membros da Família Real Holandesa estão novamente presentes: a Rainha Juliana e a princesa Beatrix assistem. O Wilhelmus, o hino nacional holandês, é cantado no final do filme.

Film
Millie Perkins interpreta Anne Frank Cena do filme realizado por George Stevens.

Otto visited the film set

The American actress Shelley Winters plays the role of Mrs. Van Pels. In her memoirs she elaborates about the film. She recalls meeting Otto Frank: "One day about four months into the shooting, George Stevens annouced to us that we were having lunch with Mr. Otto Frank, the real Anne's father. He had never seen a production of the play; it would have been too difficult a thing for him to do. In fact, it was rather courageous for him to come and watch some of the filming that afternoon. We all had lunch with him in our costumes, shabby, smelly wartime Dutch clothes. He looked around the table at all the actors who were portraying his friends and family. He was trembling, and had tears in his eyes."

O diário de Anne Frank é publicado "Se ela aqui tivesse estado, Anne teria ficado tão orgulhosa."

No diário, Otto lê sobre o plano de Anne de publicar um livro depois da guerra.

Mais...

As diferentes versões do diário de Anne

Há diferentes versões do diário de Anne...

Mais...

Reações ao "Anexo Secreto" Os Holandeses reagem entusiasticamente o que leva à tradução do livro

Em 1950, aparecem as traduções alemã e francesa de Het Achterhuis.

Mais...
Toneelstuk

Uma peça e em filme Depois de uma peça de teatro sobre o Diário de Anne Frank, este é adaptado ao cinema em 1958

Contudo, o livro primeiro adquire grande popularidade depois é adaptado ao teatro...

Mais...
Steve Press als peter in het toneelstuk

800 vezes Peter van Daan Steve Press fez uma audição para o papel de Peter van Daan em 1956

Steve Press interpreta Peter van Daan na versão da Broadway do Diário de Anne Frank.

Mais
Toneelstuk

Receção na América O primeiro confronto com o regime nazi

Uma crítica extremamente entusiástica pelo escritor Meyer Levin no New York Times Book Review resulta no início da venda do diário.

Mais...

Otto Frank muda-se para a Suiça Ele continua envolvido com a Casa da Anne Frank

Ele continua a responder às cartas dos leitores do diário até à sua morte em 1980.

Mais

Otto reconcilia A seguir à guerra Otto Frank dedica-se aos Direitos Humanos e ao alcance do respeito mútuo.

"Tenho agora quase 90 anos e lentamente estou a perder as minhas forças...

Mais...

Nelson Mandela sobre Anne Frank e o seu diário

Nelson Mandela fala sobre a força que retirou do diário de Anne Frank quando estava preso em Robben Island.

Mais...

Authenticity diary Ten questions on the authenticity of the diary of Anne Frank

A great deal of reliable information is available about Anne Frank and her diary...

Mais...