Otto Frank brevemente se agarra à esperança de que as suas filhas possam ainda estar vivas.

À procura

  • Imprimir

Otto já tinha ouvido acerca da morte de Edith durante a sua jornada de regresso a Amesterdão. Ele não consegue imaginar ter que conceber a sua vida sem Anne e Margot também. Começa a procurar informações acerca das suas filhas.

A morte de Margot e Anne

Anne e Margot morrem em Bergen-Belsen.

Mais

A procura pelas suas filhas

Otto Frank faz tudo o que pode para descobrir o que aconteceu às suas duas filhas. Ele coloca um anúncio no jornal e fala com sobreviventes que estão de volta dos campos. Escreve à sua irmã em 21 de junho de 1945: "Eu não consigo pensar sequer como posso continuar sem as crianças tendo já perdido a Edith... É tão perturbante para mim escrever acerca delas. Naturalmente eu ainda tenho esperança e espero, espero, espero."

Advertentie van Otto om zijn dochters te vinden
O anúncio que Otto publicou no jornal.

Notícias das suas mortes

A 18 de julho de 1945, ele encontra-se com uma das irmãs Brilleslijper. Elas estiveram em Bergen-Belsen com Anne e Margot e dizem-lhe que as suas filhas estão mortas. No dia seguinte Otto envia um postal para a sua família com a notícia. Mais tarde envia também uma carta para o seu irmão Robert e pede-lhe que a reencaminhe para a sua mãe.

AFS_A_OFrank_III_001.005.jpgRepetitivamente, pequenos grupos de sobreviventes retornavam de diferentes campos de concentração e eu tentei saber da Margot e da Anne através deles. Encontrei duas irmãs que tinham estado com a Margot e a Anne em Bergen-Belsen. Elas contaram-me sobre o sofrimento final e a morte das minhas filhas.

Otto Frank

Miep entrega o diário de Anne

Depois de Otto ter dito a Miep sobre as suas filhas, ela dá-lhe as páginas do diário de Anne. Durante todo este tempo, ela guardou-as na gaveta da sua secretária, esperando entregá-las a Anne. Ela diz a Otto quando lhe entrega o diário: "Eis o legado da tua fiha Anne para ti."

A própria Miep diz: "Eu não entreguei [a Otto] os escritos da Anne imediatamente após a sua chegada uma vez que tinha esperança, apesar de ser muito remota, que Anne voltasse... Quando soube, em julho de 1945, que a Anne, assim como Margot, tinham morrido em Bergen-Belsen, entreguei as partes dos escritos de Anne que possuía ao Sr. Frank. Dei-lhe tudo o que tinha guardado na gaveta da secretária do meu escritório."

Páginas do diário de Anne

De volta a Amesterdão Durante esta viagem Otto ouve dizer que a sua mulher morreu

Otto Frank chega a Amesterdão a 3 de junho de 1945. Imediatamente ele vai a casa de Miep e Jan Gies.

Mais...

À procura Otto Frank brevemente se agarra à esperança de que as suas filhas possam ainda estar vivas

Otto Frank faz tudo o que pode para descobrir o que aconteceu às suas duas filhas.

Mais...

Otto lê o diário de Anne Ele é extremamente surpreendido pela sua filha

Otto faz uma primeira menção sobre o diário à sua mãe numa carta datada de 22 de agosto de 1945: "Como que por sorte, Miep…

Mais...