Otto fala sobre a inauguração da Casa Anne Frank

Otto Frank en burgermeester Van Hall (rechts) met echtegenote voor het pand Prinsengracht 263 FH dat wordt gerestaureerd.
  • Imprimir

Tradução de transcrição de programa da Rádio Mundial da Holanda - 3 de maio de 1960.

Otto Frank met Koningin Juliana bij draaibare boekenkast (1979)

De esconderijo a museu

A história da Casa Anne Frank.

Mais

Assim, antes do “Dia da Libertação da Holanda”, em tocante cerimônia em Amsterdã, Otto Frank reinaugura a Casa Anne Frank restaurada, o lugar em que ele e sua família se esconderam dos nazistas durante a guerra, até sua captura e envio aos campos de concentração. 

A Casa Anne Frank é um memorial dedicado a sua filha, que lá escreveu seu famoso diário. O museu atuará em conexão ao centro internacional de estudantes, ao lado. 

Otto Frank disse: 

“Saibam que para mim, este é um dia muito comovente, mas também muito importante. É o primeiro passo. A Casa Anne Frank está pronta, ou quase, para que se possa começar o trabalho a que se destina. A casa é a base, mas há trabalho a ser realizado pelo Centro Internacional da Juventude, que fará todo o possível para propagar os ideais de Anne Frank, a Anne Frank,... o que Anne realmente queria era ajudar, trabalhar pela paz, pela tolerância, por mais compreensão. Isto é o mais importante de tudo, o que ainda temos a fazer”.